Anuncie Aqui

Web Rádio  Raphael Belo Xote

Homem que espancou paisagista tem registro de agressão contra o irmão



O estudante de Direito Vinícius Batista Serra, preso por espancar a paisagista Elaine Caparróz por 4 horas em um condomínio na Zona Oeste do Rio de Janeiro, no sábado (16), já foi denunciado à Polícia Civil pelo próprio pai por agredir o irmão, que é deficiente. As informações são do jornal O Globo. A agressão ocorreu no dia 8 de fevereiro de 2016, segundo o registro policial. O pai revelou aos agentes que foi despertado por gritos, por volta de 2h30. Ao chegar ao quarto dos filhos, viu que
Vinicius estava em cima do irmão aplicando golpes de jiu-jitsu Segundo publicou O Globo, a razão das agressões era a suspeita de que o irmão tivesse furtado R$ 1,2 mil que seriam a Vinicius, de acordo com o pai. Tentando apartar a briga, o pai dos dois também foi acertado por Vinícius. Depois, descobriu-se que o dinheiro estava guardado em uma caixa de remédios que tinha sido jogada no lixo pela mãe dos dois. 
O pai contou na delegacia que o filho era faixa roxa de jiu-jitsu e andava “muito destemperado”. A denúncia foi levada ao Juizado preenchido na folha de controle de entradas do condomínio, localizado na Zona Oeste do Rio. A informação foi passada pelo irmão da vítima, Rogério Peres, que teve acesso ao documento que registra as entradas no local. Ele também ameaçou funcionários do prédio que foram pedir para que o casal parasse de brigar, segundo Rogério. “Entra então aqui para você ver o que acontece”, teria dito o agressor a um zelador. A princípio, vizinhos acreditaram que tratava-se de uma confusão entre os dois, mas somente quando os gritos de socorro ficaram mais altos é que o porteiro foi chamado. Seguranças foram até o local e já encontraram a porta entreaberta e a mulher deitada em uma poça de sangue. “Pegaram o Vinicius já na portaria, onde ele foi algemado pela polícia e preso em flagrante”, afirmou Rogério. 

O CASO

 A empresária foi encontrada desacordada por policiais militares dentro do próprio apartamento após vizinhos ouvirem gritos de socorro e chamarem o zelador. A vítima contou que conversou com o agressor durante 8 meses até marcarem um encontro. Os dois dormiram e, segundo Elaine, ela acordou com socos desferidos por Vinícius, que ainda tentou dar uma “gravata” nela. Elaine foi levada em estado grave no Hospital Lourenço Jorge, na Barra, e, em seguida, transferida para uma unidade particular. Rogério Peres afirmou que ela teve o nariz fraturado, maxilar e dentes quebrados. À polícia, o agressor disse que tomou vinho, dormiu e acordou em surto psicótico. O delegado-adjunto Rodrigo Freitas de Oliveira, da 16ª DP, onde o boletim de ocorrência foi registrado, pediu a prisão preventiva do acusado. Ele foi transferido para a Cadeia Pública Frederico Marques, em Benfica.
Tecnologia do Blogger.