Anuncie Aqui

Web Rádio  Raphael Belo Xote

Renato Aragão nega ter levado vantagem em cima de ex-Trapalhões

Renato Aragão se emociona durante aparição no Criança Esperança: ele é acusado de passar a perna nos colegas - Reprodução/TV Globo
Renato Aragão se emociona durante aparição no Criança Esperança: ele é acusado de passar a perna nos colegas
Renato Aragão está decepcionado com o documentário Trapalhadas sem Fim, ainda sem previsão de estreia. O eterno Didi conta que tomou conhecimento de que estaria sendo pintado como vilão no projeto do diretor Rafael Spaca, ao ser acusado de ter passado para trás Dedé, Mussum (1941-1994) e Zacarias (1934- 1990), seus ex-colegas de Os Trapalhões.

O humorista faz questão de explicar como funcionava a divisão dos lucros do quarteto. "Todos os projetos eram frutos de negociações contratuais. A RA Produções era a responsável pelo investimento, pela produção, pelo meu trabalho artístico e autoral, e pela contratação dos outros parceiros. No caso do Dedé, Mussum e Zacarias, a contratação era feita por meio da empresa deles, a Demuza."

Aos 84 anos, Aragão diz que não entende o motivo que levou alguns de seus excompanheiros de trabalho a participarem de um documentário que, na sua opinião, visa apenas manchar a história de Os Trapalhões, que começou com sua formação mais famosa em 1974 e durou até 1995, após a morte de Zacarias e Mussum.

"Somos o grupo de comediantes de maior longevidade, aparecendo inclusive no Guinness Book [o Livro dos Recordes]. Nós nos orgulhamos de nossa história. Se houve alguma desavença, é porque somos humanos, e isso acontece a qualquer grupo, em qualquer tipo de relacionamento", minimiza Aragão

O humorista, que não assiste mais a programas humorísticos na TV, conrma que pretende entrar na Justiça caso o documentário faça acusações consideradas falsas. Ele ainda nega que tenha pedido para que algumas pessoas próximas, e até mesmo ex-parceiros, não colaborassem mais com o diretor da série documental, conforme uma denúncia feita pelo próprio Rafael Spaca.

Lílian Aragão, a mulher de Renato, explica a polêmica. "As pessoas nos ligaram perguntando sobre o lme, e nós falamos que não tínhamos nada a ver com esse projeto, com essa 'homenagem', como ele apresenta no primeiro contato. Se as pessoas não quiseram mais falar [com Spaca], não podemos fazer nada." 
Tecnologia do Blogger.